NFS-e passa a ser obrigatória em Maringá e São Caetano do Sul a partir de sábado

A partir de sábado, dia 1º de março, a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) será obrigatória para as empresas prestadoras de serviços estabelecidas em Maringá, no Paraná, e em São Caetano do Sul, em São Paulo.  Continuar emitindo notas fiscais em bloco sujeitará as empresas a multas, aplicadas por cada documento emitido.

Em Maringá, a NFS-e vem sendo gradativamente implantada desde 2012 e abrange a todas as pessoas jurídicas incidentes do ISSQN. Em São Caetano do Sul, a implantação está ocorrendo desde 2011 e a obrigatoriedade é para empresas enquadradas como microempreendedores individuais (MEI), profissionais liberais e autônomos, prestadores de serviços enquadrados como uni profissionais, bancos e instituições financeiras e serviços de registros públicos.

Apesar de parecer intransigência das prefeituras, a utilização do documento fiscal eletrônico proporciona vantagens tanto para quem emite, quanto para quem recebe os serviços:

  • Emissão online, sem necessidade de aplicativo, através de acesso seguro realizado por meio de autenticação de usuário;
  • Aumento na confiabilidade da Nota Fiscal, já que sua autenticidade pode ser consultada diretamente no portal da Prefeitura;
  • Redução de custos de aquisição de papel e impressão do documento fiscal, uma vez que o documento é emitido eletronicamente e enviado por e-mail ao tomador do serviço;
  • Redução de erros de escrituração, de cálculo e de preenchimento de guias de recolhimento, devido à eliminação de erros de digitação de notas fiscais.

 

Fonte: TecnoSpeed TI 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *